"GUERRA" OU "PAZ E COMÉRCIO"



            “Guerra”, ou, “Paz e Comércio”. O economista Hayek indica estes caminhos para o desenvolvimento. São dois paradigmas, modelos ou padrões que orientam o desenvolvimento econômico. Ele os expõe no livro “Caminho da Servidão”. Ou a economia se orienta para a guerra, pela guerra e com a guerra ou a economia se orienta para a paz e comércio, pela paz e comércio e com a paz e comércio. Por isso, diz Hayek, são dois os paradigmas do desenvolvimento econômico. De um lado a guerra e de outro lado, a paz e o comércio.

            Na disputa entre estes dois paradigmas de desenvolvimento, o troféu é a presidência dos Estados Unidos da América do Norte. Um dos candidatos é apoiado pelo complexo industrial militar ligado aos interesses petrolíferos e o outro candidato representa as forças interessadas na paz para comerciar. Este segundo conjunto de forças socioeconômicas e mediáticas se organiza em torno da Comissão Trilateral, organismo fundado por David Rockefeller, com sede, site, publicações, etc. Organismo este que sucede a “Comissão de Relações Exteriores” e o “Círculo de Bildeberg”, originários do mesmo fundador.

            Abro parênteses para indicar o livro “Comissão Trilateral” de Noam Chomsky e Hugo Asman, editora Vozes, 1979, aos que quiserem aprofundar-se no tema. E continuo.

            Jimmy Carter foi um troféu da “Comissão Trilateral”. Sua principal missão foi acabar com as ditaduras militares na América Latina. Isto porque, com a queda do ditador grego em 1972 e da ditadura de Marcelo Caetano em Portugal, em 1974, conhecida como “Revolução dos Cravos”, quem subiu imediatamente ao poder tanto na Grécia quanto em Portugal foram os respectivos partidos comunistas. Álvaro Cunhal em Portugal.

            Os membros da Comissão Trilateral, então, concluíram ser as ditaduras muito perigosas, porque não se sabe o que se passa no interior das mesmas. E voltaram a abraçar a democracia, a política e os políticos, a fim de que os conflitos aparecessem e passassem a ser administrados. Quem trouxe o recado de Carter ao general Geisel, em 1977, foi Samuel Hungtinton. Incontinenti, Geisel editou o “pacote de abril”, fechando o Congresso, criando o terceiro senador a ser nomeado por ele e anunciou a “abertura lenta, gradual e segura”! Iniciava-se a redemocratização!

            Destarte, mais dois troféus para a Comissão Trilateral: Clinton e Obama. E, um troféu para o paradigma guerra e as forças que o sustentam: Bush! No primeiro dia da invasão do Iraque foram lançadas mil bombas! Os EUA cresceram sob Bush!  
   
            Pode-se perguntar: Trump está mais para o paradigma “paz e comércio” ou mais para o paradigma “guerra”? A resposta não parece ser difícil. Em primeiro lugar porque Hillary foi candidata da “Comissão Trilateral”. Em segundo lugar porque Trump gosta de provocar e tensionar, apesar de ser um homem de negócios, o que, em princípio o faria se alinhar à “Comissão Trilateral”. Mas há o detalhe da sua personalidade. Talvez ele se julgue capaz de conciliar os dois paradigmas e mitigar as lições de Hayek. A conferir!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS QUATORZE PRINCÍPIOS DO ART. 1º DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

LULA VISIONÁRIO

POLÍTICA: MINHAS POSIÇÕES