Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2013

NÚMEROS BRASILEIROS DESTE DOMINGO, 28 DE NOVEMBRO DE 2010

1) O ‘CAPITALISMO DE LAÇOS’ – ELIO GASPARI – FOLHÃO, A18.

1.1Neste livro, o professor Sérgio Lazzarini, do Insper, mastigou 20 mil dados estatísticos de 804 empresas. Em 1996, num universo de 516 grandes empresas, o BNDES e os fundo Previ (Banco do Brasil), Petros (Petrobras) e Funcef (Caixa participavam de 72 sociedades. Em 2003, numa amostra de 494 companhias, a participação estava em 95. Em 2009, num universo de 624, o Estado tinha um pé em 119 empresas.
1.2 O professor trabalhou com o conceito de “centralidade”, estudando a composição acionária das empresas. Em 1996, quem tinha mais “amigos” ( olhar de um usuário do Facebook) eram a União (com o BNDES) e a Previ. Em 2009 a situação era a mesma. Com outro critério, olhando-se para os grupos econômicos e seus cruzamentos, hoje quem tem mais amigos é o conglomerado da Andrade Gutierrez, seguido pelo grupo do empresário Carlos Jereissati.

POEMA, 25 DE AGOSTO DE 2013!

Em parafuso, confuso. Isso. Medo de compromisso. Futuro no monturo? Coração, aqui e agora, contradição. Movimento, vida, vento. Segurança? Andança! Esperança, céu, nirvana. Felicidade, idade. Fé, genoma em pé. Caridade, ferocidade, sociedade. Capital,menos mal.

ATÉ QUANDO ABUSARÁS DA NOSSA PACIÊNCIA?

À mesa, saboreando um queijo e vinho ela me perguntou:          _ Você já se sentiu inadequado?          _ Não que eu me lembre, respondi-lhe. Depois, sentado no sofá, ouvi a mestre pela USP e doutora pela PUCSP, um ano na Inglaterra e meses em Harvard, com um Curriculum Lattes invejável, esbravejar contra a sua abrupta demissão.          De fato, enquanto aplicava uma prova, discorria, o correio deixava em sua casa telegrama que assim começava: “confirmando seu desligamento...”. Depois de mais de dez anos de casa, via-se no olho da rua, sem maiores... e, procurava entender, queria a minha opinião.

CARTAZES PARA 7 DE SETEMBRO DE 2013

1) MAIS CADE, MENOS CARTEL
2) ABAIXE A DESPESA COM JUROS
3) ABAIXO A CORRUPÇÃO E A IMPUNIDADE
4) SAÚDE: CADÊ O “MAIS ESGOTO”?
5) SAÚDE: CADÊ O “MAIS ÁGUA ENCANADA”?
6) MAIS EFICIÊNCIA, MENOS DEMAGOGIA
7) DEMOCRACIA DIRETA JÁ