quarta-feira, 25 de setembro de 2013

POEMA, 25 DE AGOSTO DE 2013!

Em parafuso, confuso.
Isso. Medo de compromisso.
Futuro no monturo?
Coração, aqui e agora, contradição.
Movimento, vida, vento.
Segurança? Andança!
Esperança, céu, nirvana.
Felicidade, idade.
Fé, genoma em pé.
Caridade, ferocidade, sociedade.
Capital, menos mal.


Dinheiro inteiro.
Liberdade. Liberdade?
Sem saber o que escolher?
Sem saber o que fazer?
Sem saber o que dizer?
Sem saber o que querer?
Religião. Com ou sem ligação?
Corpo e mente, presente.
Vida, nano, do nano, do nano, do nano...
Espaço, 13 bilhões de anos-luz! 
Tempo, atenção imediata.
Arte, escrever para viver, sobreviver.
Testemunho de Fé?
Amor humano!


Nenhum comentário: