BANQUEIROS EXECUTIVOS

Que sou eu para escrever-lhes?

No entanto, eu escrevo. Em razão do poder que têm.

E pergunto.

Recomendariam empréstimos dos seus bancos aos seus familiares?

Adivinho que não.

Estão antenados ao que ocorre pelo mundo afora?

Aposto que sim.

Então eu peço.

Reflitam sobre a justiça das condições dos empréstimos que fazem.

São justos?

As condições que impõem aos mutuários não lhes indignariam?

Sei que foram capazes de revogar as regras da Constituição de 1988.

Constato a força da máquina de persuasão que vocês têm.

Candidamente: parem de agir como ditadores financeiros.

Os povos andam meio cansados deles... .

Comentários

Eu concordo...
Estamos à mercê destes banqueiros, que nos impõem os seus contratos de adesão, e nos limitam a agentes passivos na obligação assumida.

David B. Marques - 5R Direito Constitucional III.
Caio F. disse…
Quero dizer que esse texto reanimou a indignação em mim que há muito tempo tenho e há muito tem sido massacrada. Muito obrigado.

Postagens mais visitadas deste blog

OS QUATORZE PRINCÍPIOS DO ART. 1º DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

IMPEACHMENT DE PARLAMENTARES: a revogação de mandatos através do voto.

HÁ UM PROPÓSITO?